Loading...

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Os profetas e a injustiça social por Mauro de Souza

Os profetas e a injustiça social



O profeta é um "homem de Deus", que na sua missão revela a vontade e os desígnios salvíficos do Senhor! Todo profeta age não por vontade própria, utilizando os seus conhecimentos ou opinião, mas aquilo que o Senhor lhe ordena.


A Bíblia nos mostra que diante da INJUSTIÇA SOCIAL, manifestada em forma de opressão, escravidão ou miséria, Deus suscita um homem para conscientizar e libertar o seu povo. E o milagre acontece! Entretanto, o povo da promessa, os escolhidos do Senhor devem aceitar a profecia, o anúncio da Palavra deve fazer morada no coração dos homens e das mulheres. Diante da injustiça dos "faraós de ontem" e dos "faraós dos tempos modernos", os crentes precisam se posicionar com coragem e ousadia, sabendo que o Senhor cumpre as suas promessas, mas é preciso que cada um ponha as mãos no arado!

O ministério profético de Isaías aconteceu em meados de 750 a.C. durante o reinado de Uzias, e o seu livro começa com um "imperativo categórico": 

"Aprendei a fazer o bem; atendei à justiça, repreendei ao opressor; defendei o direito do órfão, pleiteai a causa das viúvas" (Is 1.17).

Nós como servos do Senhor somos chamados a participar das mudanças sociais para acabar com a injustiça social em nossa Pátria, em nosso Estado e em nossa cidade!  

Outro grande profeta foi Jeremias que iniciou o seu ministério em meados de 626 a.C, profetizou durante os reinados Josias, Jeoaquim, Jeconias e Zedequias.

Chega de corrupção, queremos viver a justiça e não a opressão!


Prof. Mauro de Souza - escritor e filósofo
Seminarista da IMW

Nenhum comentário:

Postar um comentário