Loading...

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Política em Taubaté



INTRODUÇÃO

A temática da vassalagem política não é questão temática nova, especialistas em História como Jacques Le Goff apontam para o fim do sistema de vassalagem em meados do século XV. Fatos históricos a parte, a constatação sociológica corrobora que no século XXI  continua uma vassalagem com roupagem modernizada. É uma troca de favores que é uma "beleza"!

Nesse ano de 2012 haverá eleições para vereador e prefeito em todas as cidades do Brasil. Esperamos nesse ano do Nosso Senhor superar o sistema de vassalagem do período feudal.

VASSALAGEM - 
É uma relação de reciprocidade entre o vassalo e o suserano. O vassalo recebia terra, objetos materiais ou até mesmo um castelo de seu suserano. Em troca, o vassalo devia oferecer fidelidade absoluta e proteção ao seu suserano.


DESENVOLVIMENTO
Nem sabemos direito para quem os atuais políticos estão governado, às vezes somos tentados a pensar que o fim último da sua governança seja para se mesmo mesmos ou para os seus suseranos, aqueles que os colocaram no poder! 

A tendência cronológica da coisa é que vassalo almeje ser suserano. Muito semelhante com a realidade política dos nossos dias!

É compra de votos, é troca de favores, é omissão de responsabilidade... é no final tudo acaba em pizza, não para o povo, mas para os corruptos de plantão!

Aqui em Taubaté isso não acontece, somos uma cidade modernizada, temos os melhores políticos que já sonhamos, alguns até que fazem as suas obrigações como manda o figurino, outros, sem comentários!

Somos uma sociedade universitária, como polos tecnológicos e grandes indústrias, não vamos perde de vista a grandeza do que somos e do que almejamos ser, em 2012 vamos votar com consciência e lucidez!


CONCLUSÃO

Como nos ensina Karl Marx é hora de nos libertar das correntes da vassalagem que existe em Taubaté!




"Vou hoje colocar as gotas do colírio da lucidez em todos aqueles que querem enxergar a verdade
Vou endireitar o caminho da consciência crítica para não sermos enganados pela alienação e pela ideologia dos atuais políticos".



Prof. Mauro de Souza - escritor e filósofo

Nenhum comentário:

Postar um comentário